DIA

Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Colunista Ariel Villanova - Quadro Rádio Ondas FM - Notícias das Redes Sociais de 22 de Março

Dado Dolabella completa nesta quinta-feira (22) 45 dias de prisão no 33º Distrito Policial de Pirituba, zona oeste de São Paulo, por uma dívida de pensão alimentícia. O ator de 37 anos deve cerca de R$ 196 mil de pensão ao filho, fruto de seu relacionamento com Fabiana Vasconcelos Neves --ele afirma não ter condições de arcar com o valor. Na carceragem, dedicada apenas a homens com problemas na justiça por não pagarem pensão, o ex-ator global divide o espaço comum com outros 41 detidos, tem comportamento tranqüilo, não tem regalias e assumiu a função de “geral” – uma espécie de porta-voz entre os presos, carcereiros e advogados, segundo relato de um companheiro de cela. Mãe do ator, a atriz Pepita Rodrigues diz que o filho, que é vegano, está conseguindo se alimentar adequadamente e tem, inclusive, incentivado outros presos com seu estilo de vida. Em caso de não pagamento, Dado deverá cumprir até sessenta dias de prisão. Mas o que acontece após o prazo? Ele tem que pagar, caso contrario tem bens penhorados, caso não tenha os membros da família assumem a divida. Ele pode ser solto e continuar em débito com a Justiça? Não. Pode voltar a ser preso? Pode. Isso caso ele não pagar a divida. Quando Dado será solto? depois de cumprir a pena. O ator só será solto antes de sessenta dias, que foi o prazo estipulado pela Justiça, após o pagamento da pensão. Sem quitar a dívida, ele deverá ser liberado somente ao fim do cumprimento integral da pena.

ESQUECERAM DE MIM

Uma criança de apenas sete meses foi abandonada na terça-feira (20) por funcionários na CEI (Centro de Educação Infantil) Céu Estrelado, em Guaianases, na zona leste da cidade de São Paulo. A unidade é conveniada da prefeitura, sob gestão João Doria (PSDB). O menino foi resgatado pelo próprio pai, o agente de trânsito Wellington Elias dos Santos Júnior, 20, que foi obrigado a escalar o telhado de vizinhos da creche para entrar no prédio.

A atendente Caroline Figueiredo Costa, 18, afirma que ligou para a creche informando que o marido iria atrasar um pouco para buscar o filho, por causa do temporal que atingiu a capital paulista na tarde de terça-feira. "Avisei que ele chegaria uns 10 minutos atrasado, porque a chuva atrapalhou todo mundo", afirma Caroline. Segundo relato da mãe, Wellington chegou na creche por volta das 16h40, cerca de 20 minutos depois do horário em que costuma pegar o menino normalmente. Ele chamou, gritou e ninguém atendeu. Decidiu então ir à casa da sogra perguntar se alguém da família já tinha levado a criança e foi surpreendido ao descobrir que não estava lá. O pai voltou para a creche e vizinhos perceberam que havia uma criança chorando dentro do prédio. Wellington então subiu pelo telhado de um vizinho, arrancou a tela de uma janela e saiu da creche com o filho no colo. "A professora disse hoje [quarta-feira] de manhã que foi embora às 17h, mas como se meu marido chegou às 16h40 e não tinha mais ninguém?", questiona a mãe. Segundo Caroline, a criança tem refluxo e não pode ficar sozinha —sob risco de engasgar.

Ela registrou boletim de ocorrência no 44º DP. Segundo a polícia, as testemunhas e os responsáveis estão sendo ouvidos. "Para uma criança, isso é trauma. Ele não vai conseguir ir para a creche tão cedo", afirma Caroline. OUTRO LADO A Diretoria Regional de Educação de Guaianases, ligada à gestão Doria, diz que considera o caso "inadmissível" e que exigiu a demissão da diretora, da coordenadora e da professora responsável, contratadas pela entidade mantenedora da creche. Segundo a diretoria, a creche funcionou nesta quarta com supervisão direta e nesta quinta já teria novos funcionários. O órgão diz que exige uma série de requisitos que devem ser cumpridos pela conveniada. A direção da creche não foi localizada.


MACACO DO LATINO VAI VIRAR DIAMANTE


As cinzas do macaco de Latino, Twelves, que morreu na última terça-feira (20) vítima de um atropelamento no Rio de Janeiro, já tem um destino certo. O cantor, que pagou pela cremação do macaco em um cemitério de animais, vai ser presenteado com um diamante feito dos restos mortais de seu mascote.

De acordo com informações do UOL, o agente do músico, Francimar Vaz, recebeu a proposta de um crematório de Curitiba que presta serviço de produção artesanal do diamante elaborado a partir das cinzas tanto de humanos quanto de animais.

Segundo o site oficial da empresa, a pedra leva aproximadamente três meses para ser produzida e entregue ao cliente, que pode escolher a cor do diamante, entre transparente e tons de azul. Com o diamante em mãos, o dono do hit “Festa No Apê”, poderá transformar o presente em pingente ou mesmo em anel.

“Sabemos o carinho e amor que o cantor Latino tinha pelo animal, e também nos compadecemos. E como forma de homenagem queremos dar de presente um diamante feito das cinzas do macaco Twelves para o Latino, assim ele vai eternizar seu bicho de estimação com a forma de uma joia”, comunicou a empresa.

Procurada pela publicação, a assessoria de imprensa de Latino confirmou que ele aceitou o presente e ficou muito feliz pela lembrança que terá para sempre de seu eterno mascote. Em uma enquete promovida em sua conta do Instagram, ele perguntou a se deveria aceitar o mimo. Mais de 80% dos votos concordaram com a homenagem.




Fotos e fonte : Site Área Vip - Site UOL